Mensagens de Um Ano de Falecimento

Encontradas 300 mensagens de conforto:

O melhor pai do mundo foi, é e sempre será o meu. Há um ano que não o tenho ao meu lado, mas nem por isso deixei de o sentir. Para onde eu vou, sinto que o levo comigo. É algo incrível; algo indescritível. Descanse em paz, papai.

Foram doze meses absolutamente dramáticos. Você sempre foi o suporte da nossa família, a base do nosso conforto. De repente ficamos sem chão, sem rumo. Você partiu cedo demais. Irei sempre recordar você como alguém especial. Até um dia, pai.
Nunca estamos preparados para nos despedir de alguém para sempre, mesmo sabendo que é parte da vida, nunca é fácil dizer o adeus eterno.

Parece sempre que temos todo o tempo do mundo, que o que é bom nunca acaba, mas a vida se encarrega de nos mostrar o quão efêmera realmente é.

Há um ano perdi a sua companhia, minha querida irmã, e queria ter tido um pouco mais de tempo para lhe dizer tudo o que ficou por dizer.

Mais do que uma irmã, você era a minha melhor amiga e é com o coração pesado que digo adeus a alguém tão especial.

Descanse em paz!
Há pessoas neste mundo que irradiam uma luz tão brilhante, que mesmo após a sua partida nos continuam a iluminar.

O meu irmão é uma dessas pessoas. Passado um ano do seu falecimento, a sua luz ainda me acompanha todos os dias e ilumina todos os meus passos.

Nunca me irei sentir só, nem abandonado, enquanto o tiver a iluminar o meu caminho.
Mais de três centenas de dias sem você, mãe. Um ano inteiro de sofrimento, de uma saudade sem limitações. Como é cruel não poder estar ao seu lado ao acordar, antes de adormecer, a toda hora.

Descanse em paz, minha mãe. Que sua falta seja sentida com serenidade, porque não tem sido fácil para mim. Todos os dias penso em nós, nas conversas, no que ficou por fazer.

Mãe, eu amo você, continuarei a amar aconteça o que acontecer. No mesmo mundo ou em universos diferentes, eu sei que você estará aqui ao meu lado para me apoiar em todas as situações.
Foram mais de trezentos dias e trezentas noites, mais de cinquenta semanas, doze meses, quatro estações completas. Foi exatamente há um ano que meu irmão de foi para sempre e me partiu o coração.

Não há um só dia em que não fique imaginando como seria minha vida se você ainda estivesse aqui. Não há um só instante em que não deseje seu abraço, suas palavras no meu ouvido, sua alegria no meu olhar.

Eu gostaria muito de o ter ao meu lado outra vez, nem que fosse por um segundo. É difícil lidar com a morte de quem se ama, com a falta, com o vazio da saudade. Meu irmão, descanse em paz.
Eu sempre tive meu irmão como referência maior do que é ser Homem, ser Homem de verdade, com h maiúsculo. Desde há um ano que não o tenho mais ao meu lado; doze meses inteiros sem ele aqui ao meu lado.

Tem sido muito triste lidar com a vida sem a sua presença. Até das coisas mais simples eu sinto saudades. Na verdade, até das brigas de irmãos eu sinto falta.

Ele foi uma pessoa muito especial na minha vida que me mostrou o que é ser dedicado, resiliente e focado no essencial: o amor. Essa era sua religião: o amor.

Acho que nunca, em toda minha vida, eu conseguirei valorizar algo como valorizo esse sentimento, porque mesmo estando longe do meu irmão, é o nosso amor que nos mantém unidos, ligados de alguma forma.
Quando perdemos alguém que amamos e que ocupava um lugar tão especial nas nossas vidas, nunca mais nada volta a ser igual. Faz um ano que perdi o meu irmão e desde essa data que tudo parece diferente.

A dor de não o ter mais aqui já acalmou, mas tudo ficou meio estranho! Onde quer que vá, sinto-me incompleto. Sinto a sua ausência em cada passo.

Para mim ele não era apenas um irmão, era o meu melhor amigo e companheiro de aventuras. Estava presente em tudo o que fazia e, por mais que tente, jamais nada será igual.

A vida continua, mas irei sempre sentir a falta daquele que estava sempre presente, mas já não está mais.
Um ano depois da sua morte, lembro meu tio querido. Na sua simplicidade, com seu jeito humilde de ser marcou todas as pessoas que tiveram oportunidade de o conhecer. O tempo foi passando depois desse triste acontecimento, mas aqueles que o amavam não o esqueceram e dificilmente o esquecerão.

Com ele vivi momentos muitos felizes, me encantei com suas histórias e senti a ternura do seu olhar. Pessoas como ele deveriam durar para sempre. A saudade é eterna, tio.
Eu ainda não sei como vou fazer para superar o adeus da minha mãe. Passou um ano sem ela e eu sinto a saudade crescer a cada dia. Mamãe, descanse em paz e, por favor, cuide de mim, esteja onde estiver.

Tem sido muito doloroso estar longe. A distância é o maior dos males, ele provoca um vazio que não tem fim, que é profundo como mar. As lágrimas caem todos os dias e todas as noites. Eu sinto tanto sua falta.

Quem me dera ter a chance de a abraçar mais uma vez, de lhe contar o que sinto desde que você se foi. Nem que fosse por um minuto, mas eu daria tudo para a ter ao meu lado. Espero que um dia possamos nos reencontrar, mãe.
Um ano após o falecimento de meu irmão, sinto o amargo de estar revivendo tudo novamente. Ele está todos os dias no meu pensamento, mas essa data me ficou cravada na alma pelos piores motivos.

Recuo no tempo e me lembro de como foi difícil acreditar que semelhante tragédia estava realmente acontecendo. Naquele momento percebi porque as pessoas dizem que nunca estamos preparados para perder as pessoas que amamos verdadeiramente. Eu não fui exceção. Foi um choque muito grande do qual ainda preciso recuperar.

Vou tentando erguer a cabeça, e só consigo imaginando que meu irmão está cuidando de mim. Às vezes, é como se ouvisse sua voz me incentivando, como se sentisse seu abraço me fortalecendo, e parece que recupero um pouco de minhas forças para enfrentar o dia a dia.

Preciso de coragem porque a ausência é grande. Preciso de determinação porque é muita a falta que ele me faz. As saudades apertam quando recordo meu irmão, mas é um sentimento que quero suportar para sempre porque jamais o posso esquecer.
O meu irmão sempre foi o rei do meu coração, a pessoa que amei desde o começo e sempre irei amar. Ele partiu há um ano e me deixou só, sem confiança, triste dia e noite, lágrimas a toda hora.

Ele não está aqui fisicamente, mas com o tempo percebi que ele nunca esteve longe demais. Eu sinto sua presença sempre que penso nas coisas lindas que vivemos lado a lado.

Eu posso durar mais dez, vinte, cinquenta ou até cem anos, mas eu sei que jamais o irei esquecer. Aquele sorriso tão natural ou o brilho do seu olhar estão tatuados no meu pensamento. Fazem parte de mim para sempre.
Este foi o dia em que, há um ano atrás, você partiu, meu querido pai. Nesta data fiquei sem aquele que marcou a minha vida para sempre.

Penso muitas vezes em você, a casa ficou vazia sem a sua risada, minha vida ficou vazia sem o seu amor.

Você pode não estar mais aqui, mas estará sempre nos meus pensamentos e nas minhas orações.
Passou um ano desde que a minha irmã partiu e o que sinto é um enorme vazio, como se tivessem roubado uma parte importante do meu coração que daí em diante nunca mais foi o mesmo.

O início foi o mais difícil. Revi muitas vezes as suas fotos e os momentos mais felizes da sua vida. Não encontrei nenhuma em que não estivesse sorrindo.

Era assim que ela encarava a vida, de sorriso no rosto e com muita alegria.

Tinha uma risada que, por mais tempo que passe, jamais irei esquecer. Uma risada contagiante que ainda entoa nos meus ouvidos.

A sua alegria me faz muita falta, querida irmã!
Há um ano, o meu tio se foi para jamais regressar. A saudade é muito forte, ela parece aumentar a cada novo dia. Ele será sempre recordado como um homem de bem, generoso e inspirador.

Não há um só dia em que não pense no meu querido tio. Todos são de nostalgia, de lembrança profunda e também de oração. Que ele descanse em paz eternamente.
A primeira vez que segurei você nos meus braços, querido filho, você era tão pequenino e tão perfeitinho que nesse momento me apaixonei. Mas agora, um ano após a sua partida, todo o amor que sentia se transformou na mais profunda das mágoas.

Como eu queria poder voltar a esse momento em que o colocaram nos meus braços pela primeira vez e voltar a viver tudo de novo.

Nunca o esquecerei, nem voltarei a sorrir.