Mensagens de Saudades da Mãe

Encontradas 153 mensagens de conforto:

Por maior que seja a distância que nos separa eu sei que jamais iremos nos separar. Estou em luto, estou sofrendo, estou procurando aceitar sua última despedida, seu adeus eterno. Descanse em paz, tia.

Receba minhas orações e cuide de mim, esteja onde estiver. Continuarei a sentir saudade de você e tudo farei para manter vivo seu nome. Mais do que uma tia, você sempre foi uma segunda mãe para mim. Até um dia, titia.
O amor que um pai ou uma mãe têm a um filho é algo que não tem explicação. E é por isso que continuo a amar e sentir falta do meu filho! É como se me faltasse alguma coisa se eu não fosse. É como se o estivesse a perseguir!

Na verdade, tem sido muito difícil lidar com a despedida do meu filhinho lindo! Às vezes sinto que estou em outro país, em outra dimensão. Faria tanto, ou melhor, eu faria tudo para ter você aqui novamente!

Meu filho, eu não vou conseguir suportar esta dor, esta saudade, esta infelicidade que é não ter seu corpo junto ao meu. Mas eu prometo, meu amor, que você vai se orgulhar muito de mim. Eu manterei seu nome vivo. Até um dia, filho!
Descase em paz. Já passou um mês, mas tenho a sensação que foi ontem que a vi partir, mãe. Parece que está em mim uma ferida aberta, bem no centro meu peito. É uma ferida que arde e me faz chorar noite e dia. Eu sinto muito sua falta. A saudade será eterna, tenho certeza.

Talvez as lembranças me ajudem a tolerar, a suportar a infelicidade de não a ter sempre que quiser. Uma mulher e mãe como você jamais deveria ir embora deste mundo. E é exatamente isso que vou fazer todos os dias: recordar a maravilhosa mãe que você sempre foi.
Sinto sua falta, mãe! Apesar de você ter partido há muitos anos, por vezes eu não acredito que é real. Você sempre representou para mim o que é uma mulher de verdade, uma pessoa íntegra, um ser maravilhoso e inesquecível.

Tento colocar em prática todas as coisas que você me ensinou através da palavra, de gestos, de dedicação sem fim. Sinto que continuo presa a você e isso me deixa feliz. Mas sinto saudade. Até um dia, querida mãe! Te adoro!
Eu queria que não me faltassem as palavras para conseguir descrever o que sinto, querida mãe. Mas a verdade é que faz anos que você partiu da minha vida, uma data triste que dói muito só de lembrar.

As saudades apertam a cada dia que passa, e o vazio permanece o mesmo. Sei que nunca mais as coisas serão como antes, pois uma mãe é insubstituível. Contudo, tenho comigo as lembranças de tudo que vivemos para me consolar o coração e dar ânimo à minha alma.
Sei que este é um momento muito difícil e só espero que possa trazer algum tipo de conforto a você. Compartilho a sua dor. Sua mãe partiu e é difícil aceitar isso.

Todas as pessoas que a conheciam, sentirão muito sua falta. Ela foi uma mulher e tanto. Amiga de todos, mãe exemplar e tinha um coração muito bom.

Não será fácil, mas você precisa ser forte. Guarde as lembranças porque agora isso é tudo que importa. Se precisar conversar, estarei aqui.

Sua mãe deixará muita saudade.
Madrinha, eu sinto muito; muito mesmo. Você sempre foi como uma mãe para mim e agora eu não a tenho mais aqui ao meu lado. Como é triste ver partir para sempre aqueles que tanto amamos!

Só quero que tenha um descanso sereno ao longo de toda eternidade. Aqui eu honrarei seu nome entre lágrimas, entre saudade, entre tristeza. Mas quem sabe um dia até nos reencontramos? Quem sabe.

Todos os dias irei rezar pelo seu bem-estar, pela sua paz de espírito. Não passará um minuto sem que me lembre de você e do que me proporcionou como madrinha, amiga e segunda mãe. Para mim, você continuará viva para sempre.
Ainda me custa acreditar que você partiu, minha mãe. Que não voltarei a enxergar seus olhos meigos, que não ouvirei mais seu riso alegre.

Você deixou um buraco enorme no meu coração, e atrás de mim arrasto uma saudade que eu sei que é eterna. Apenas me restam as memórias de tempos mais felizes, e são elas que vão aquecendo meu peito gelado de dor e saudade. Até sempre, mãe amada!
O Natal sempre foi uma data de muita felicidade. Mas agora que estou longe de você, mamãe, as coisas são diferentes. Você se foi para outro mundo e agora tudo é mais cinzento, mais triste.

Eu vou superar a tristeza; combater a infelicidade. A saudade vai persistir, mas prometo retomar meu caminho para felicidade. E isso começa hoje mesmo no dia de Natal. Beijo, mãe!
Não me custa dizer adeus, minha querida mãe. O que dói é saber que não vou poder ver mais seu lindo sorriso, escutar suas doces palavras e sentir o agradável conforto do seu abraço.

Esta despedida me traz um sentimento demasiado amargo e o meu coração já não aguenta com tanta saudade. As lágrimas que me escorrem pela cara são de tristeza, mas eu também sinto um grande orgulho pela oportunidade que me foi concedida de ter você na minha vida. Descanse em paz!
Doeu este ano sem você, mãe. Sei que foi o primeiro, foi um ano diante de uma nova circunstância que consistiu em enfrentar o vazio da sua ausência. Mas, às vezes, me pergunto se alguma coisa mudará à medida que o tempo passar. É que o golpe da sua perda cravou bem fundo no meu coração, e sinto que deixou um dano irreparável que terei de forçosamente suportar.

Como faço para recuar no tempo e voltar a ser a criança que você segurava sorridente no seu colo? Ao seu lado aprendi o verdadeiro valor do amor, a importância de sermos bondosos com as pessoas que nos rodeiam, a necessidade da união face às constantes adversidades da vida. Nos seus braços eu já senti o que é estar protegida contra as trevas do mundo, e eu tenho muitas saudades desse sentimento de apego e amparo.

Um ano após o choque de ver você partir, mãe, só queria que tudo fosse mentira. Mas não é, há pesadelos que vivemos enquanto estamos acordados, e que nos deixam amargurados, como se uma parte de nós tivesse também ousado morrer.
Acho que ninguém imagina a saudade que eu sinto dos meus pais. Estar longe de quem amo, de quem me criou; de quem me ensinou a caminhar, é duro, triste, difícil. Como eu gostaria de ter pai e minha mãe ao meu lado!

Poderia ser por um segundo, que fosse por menos ainda, o que eu queria mesmo era estar junto para matar a saudade. Pai, mãe, vocês são tudo para mim! E eu sinto que continuam a existir aqui, só que de uma outra forma.

Enquanto eu viver vocês irão viver também! É a memória, a lembrança; quando recordo aqueles que amo e já não estão mais aqui, sinto que renascem. Talvez por isso a morte seja também uma perspetiva. Até um dia, pai e mãe: meus amores eternos.
Sinto falta dos meus pais a toda hora. Não sei o que é acordar sem pensar na minha mãe sempre tão doce e ternurenta ou adormecer sem encontrar a proteção do meu pai no meu pensamento.

É uma saudade que não acaba. Aconteça o que acontecer, ela irá sempre resistir. É como se não tivesse fim! E dói, dói muito, porque estar longe de quem amamos é terrivelmente duro.

Mas tenho lutado dia após dia para aceitar o incontrolável ciclo da vida e os desígnios da morte. Não é fácil, mas tenho procurado entender. Só assim sorrirei de novo e os deixarei orgulhosos como me deixam a mim. Descansem em paz.
Minha mãe, hoje preciso de um pouco da força que você teve durante sua vida. Passa um mês desde que sua presença desapareceu dos meus dias. Tem sido muito difícil sentir a saudade me sufocando, perceber que é apenas sua ausência que vagueia em mim todas as horas.

Peço a Deus que cuide do meu coração fragilizado e que tenha você na sua memória até que um dia nos voltemos a abraçar!
Você se foi, mamãe, e deixou um mundo de saudades no meu coração. Sinto muito sua falta; choro juntamente com todas as lembranças, mas prometo ficar bem. Por você, vou me sentir bem.

Não será hoje nem amanhã, mas em breve a paz vai chegar, mesmo que a saudade não vá embora. Só espero que esteja orgulhosa do que estou fazendo neste mundo. E eu prometo que um dia vamos viver nosso reencontro. Beijo, mãe.