Mensagens de 1 Mês de Falecimento do Meu Filho

Encontradas 30 mensagens de conforto:

Não é fácil aceitar que meu filho se foi para sempre. Já passou um mês e mesmo assim eu sinto dor como no primeiro dia. Ele será sempre o meu herói, a pessoa que mais amo.

Quem me dera que tudo não passasse de uma mentira, de um pesadelo terrível com fim. Ele foi minha luz, aliás, ele é minha luz, porque sinto sua presença em mim todos os dias e todas as noites.

Espero encontrar forças em breve para lidar melhor com seu desaparecimento. Talvez me falte coragem; talvez faça parte do luto ou talvez o amo demais para entender que ele também morre como as outras pessoas.

Descanse em paz, meu filho.
Honrarei seu nome eternamente.
Esta dor ainda está muito viva no meu peito. Faz 1 mês que meu filho partiu, levando consigo toda minha alegria e felicidade. Nada mais parece fazer sentido sem ele aqui.

Peço a Deus que me ajude, que me dê motivos para seguir em frente, porque sinto que nunca mais voltarei a sorrir. Agradeço a todos que têm tentado me alegrar, mas nenhum consolo tem efeito.

Meu filho era tudo para mim e viver sem ele é difícil demais.

Sempre amarei você, meu filho!
Um mês, meu filho. E só eu e Deus sabemos aquilo que tenho passado. Ninguém está preparado para perder alguém que ama, mas muito menos quando é um filho porque isso vai contra todas as lógicas que conhecemos na vida.

A dor é indescritível. De repente, perdemos a pessoa que era o centro das nossas atenções, o alvo de todo nosso amor. O tempo passa, mas não leva as mágoas deixadas pela terrível situação. Às vezes, me sinto como se estivesse indo em direção a um buraco sem fundo.

Você era tudo que sempre sonhei. Os pais criam seus filhos com esforço e dedicação para que eles sejam um motivo de orgulho. E eu posso afirmar com convicção que seu coração irradiava qualidades que nunca consegui demonstrar. Era impossível não amar uma pessoa assim, e isso se refletia na quantidade de amigos que você tinha.

Nada será igual, exceto as recordações que tenho do que vivemos. Quando a saudade me invade eu reproduzo elas na minha mente para sentir novamente um pouco de paz. E só elas me confortam porque é como se estivéssemos abraçados, mais uma vez.
Meu amor nunca irá acabar. Meu filho partiu há 1 mês, mas meu coração segue batendo por ele e sinto que está ainda aqui comigo.

Não consigo entender porque isso aconteceu, mas tudo que eu posso fazer agora é orar. Oro para que Deus tenha um plano maior para ele. É o que me conforta.

A saudade será eterna, assim como meu luto, porque perder um filho é ter a certeza que minha vida nunca mais será a mesma.

Meu amor segue vivo.
Faz hoje um mês que você partiu, meu querido filho. Deus levou você de mim, deixando uma saudade sufocante no meu coração.

Sei que não ia querer me ver assim desse jeito, sei que o que mais queria era ver sua mãe feliz, mas fica difícil sorrir quando sei que não irei mais ver você.

Para sempre me recordarei com tristeza do seu sorriso que não verei mais!
Este luto nunca terá fim porque perder um filho é perder a razão de viver. Não consigo encontrar alegria nos meus dias neste mês sem ele.

Foram 30 dias de luto, de lágrimas e de uma tristeza que sei que nunca irá embora. Ele era tudo para mim, meu maior orgulho, a razão do meu sorriso e nada mais faz sentido sem ele aqui.

Que Deus o guarde e que a fé me ajude a seguir sem ele. Meu amor segue forte e inabalável!
Eu não tenho conseguido dormir direito, acordar direito, viver como deveria viver. Foi há um mês que perdi a pessoa mais importante da minha vida: o meu querido filho.

Não existe dor maior nem pior do que esta de estar longe de quem deveria estar junto, esta terrível dor de sentir saudade a toda hora, de perceber que acabou. Sim, infelizmente acabou.

É claro que continuarei a amar meu filho e a cuidar de todas as coisas que construímos, que criamos com paixão e verdade. Mas jamais irei sentir seu abraço ou escutar sua voz; jamais caminharemos na praia ou na rua.

Filho, um dia iremos reencontrar-nos.
Descanse em paz.
Passou um mês desde que você partiu, meu amado filho, e desde essa data que parece que a vida acabou para mim também.

Não tem como continuar vivendo da mesma forma depois de sofrer tamanha perda. Você era a razão da minha existência, tudo o que fazia era para ver você feliz, mas agora que não está mais aqui, não sei nem para onde me virar.

Por muito tempo que passe, irei sentir sempre essa mágoa no coração, essa dor tão grande de não ter mais você aqui e de ver o deserto em que a minha vida se tornou.

Amo você para sempre, meu filho!
Perder um filho é perder parte do nosso coração. Há um mês que ele se foi e parece que ainda nada disto é real.

Sinto falta dele. A toda a hora fico lembrando do seu carinho, das suas conversas bobas e do seu amor.

Muitas alegrias me deu, meu filho, viverei sempre recordando esses momentos e o seu sorriso de felicidade.
Os últimos trinta dias foram, sem qualquer dúvida, os mais traumatizantes de toda minha vida. Ver meu filho partir foi e continua a ser a maior dor que algum dia experimentei. Só gostaria que ele continuasse vivo.

Eu sei que não é possível, que ele se foi para sempre e jamais irá regressar, mas intimamente, eu confesso que tenho esse desejo. Foi há um mês que meu filho se foi, mas parece que foi há um ano. Que dor! Que angústia!

Saber que ficou tanto por contar, por conversar, por olhar e abraçar; saber que ele partiu cedo demais, tudo isso é trágico e doloroso demais de suportar. Só espero que ele esteja agora em um mundo de paz e serenidade, porque ele merece.
 
Filho, quando entro no seu quarto ainda sinto um arrepio, ou um aperto no peito quando vejo suas fotos, ou as lágrimas escorrendo pela face sempre que penso que nossa família agora está incompleta. Passou apenas um mês e as feridas ainda estão expostas a um dia a dia que parece ser feito de escuridão. Quem perde um filho, perde também a força que tinha para se levantar a cada manhã.

Já sinto uma grande saudade como se tivéssemos uma eternidade nos separando. Estava longe de imaginar há um mês atrás que sua vida seria interrompida dessa forma tão trágica e que a morte levaria alguém ainda tão jovem, com sonhos por concretizar e um longo caminho por percorrer.

Sei que você gostava muito de me ver sorrir e que faria de tudo para que agora estivesse bem, mas nada voltará a ser igual, aconteça o que acontecer. Perdi o amor da minha vida, perdi meu anjo, o motivo da minha felicidade e tenho certeza que sentirei sua falta de forma muito dolorosa para todo sempre.
Faz hoje um mês que perdi você, meu filho amado, e desde essa data que todo o meu corpo é dor e saudade.

Não sei como expressar o que sinto de outra forma, é algo que vem bem do fundo de mim e que não passa com o tempo.

É a maior dor que senti na vida e que me irá acompanhar sempre.
Já tive muitas despedidas difíceis nesta vida, algumas doeram muito, mas nenhuma deixou tanta mágoa como a despedida do meu querido filho que nos deixou há precisamente um mês.

Só quem já perdeu um filho é que poderá compreender o sofrimento que se sente e a dor que nos acompanhará ao longo de toda a vida.

Jamais irei esquecer você, meu amado filho!
É tudo muito recente e eu tenho ainda muita dificuldade em encontrar as palavras certas para definir o que sinto. Há um mês, minha vida mudou para sempre. Meu filho querido partiu para um novo mundo.

Sinto e irei sempre sentir sua falta, saudade do seu carinho, do seu abraço tão fofo e querido, da sua voz, do seu olhar sempre luminoso. A vida, às vezes, é muito injusta. Infelizmente, eu acho que foi injusta com você.

Mais do que um menino doce e generoso, você era um sonhador, uma pessoa incrível que me inspirava a ser melhor a cada novo dia. Irei amá-lo eternamente, esteja eu perto ou longe de você. Descanse em paz.
 
Estava destinado que o meu filho nos deixasse ainda tão jovem. A morte acontece quando tem que acontecer. Independentemente da nossa idade ou das pessoas que irão sofrer com o nosso desaparecimento, quando a hora chega, todos temos que partir.

Digo isto para que de alguma forma consiga acalmar o meu coração e para apaziguar a minha dor. Um mês depois do seu falecimento, ainda não consegui verdadeiramente aceitar esta inevitabilidade da vida e talvez nunca o venha a conseguir.

Ele deixou este mundo e uma enorme dor no coração daqueles que sempre o  amaram. Passe o tempo que passar, nunca me esquecerei do meu filho.