O que ficou por dizer ao meu falecido cunhado

É sempre demasiado tarde que nos lembramos daquilo que ficou por dizer. Foi assim com o meu cunhado, alguém que eu tanto admirava e que faleceu sem que o soubesse.

Foi um exemplo de pessoa, de pai, de marido, de genro e de cunhado. Foi uma luz na vida daqueles que o conheceram e que o amavam, uma luz que hoje se apagou.